traduzir
Provedores de UNM trabalhando com uma pessoa com deficiência
Por El Gibson

Promovendo a Advocacia

UNM Health Sciences Office for Diversity, Equity & Inclusion oferece apresentações online durante o mês de conscientização sobre a deficiência

Muitas pessoas com deficiência tiveram que se adaptar para um mundo desafiador e desigual.

Para trazer alguns desses desafios à luz e defender a equidade em saúde, o Escritório de Ciências da Saúde da Universidade do Novo México para Diversidade, Equidade e Inclusão (OfDEI) celebrará o Mês de Conscientização da Deficiência pelo segundo ano consecutivo.

Até o final de outubro, o OfDEI apresentará várias apresentações virtuais sobre o apoio às necessidades de saúde de indivíduos com deficiência, defesa da deficiência e serviços e recursos para deficiência disponíveis a partir de 17 de outubro.

John Paul Sánchez, MD, MPH, vice-presidente executivo associado do OfDEI, disse que ouvir as pessoas com deficiência é um forte primeiro passo para a defesa e inclusão da deficiência.

 

À medida que nos esforçamos por um ambiente inclusivo e equitativo, é importante aprender continuamente sobre as experiências vividas por nossos alunos, professores e funcionários com deficiência, para que possamos estar melhor preparados para apoiar seu sucesso
- João Paulo Sanches, MD, MPH, Vice-Presidente Executivo Associado do DEI

“À medida que nos esforçamos por um ambiente inclusivo e equitativo, é importante aprender continuamente sobre as experiências vividas por nossos alunos, professores e funcionários com deficiência, para que possamos estar melhor preparados para apoiar seu sucesso”, disse Sánchez.

O nome nacional oficial do mês que aumenta a conscientização sobre a deficiência é chamado de Mês de Conscientização do Emprego com Deficiência. No entanto, o OfDEI decidiu no ano passado abranger um significado mais amplo de conscientização sobre deficiência, chamando-o de Mês de Conscientização sobre Deficiência.

“As deficiências, amplamente definidas, são parte integrante da vida de muitas pessoas”, disse Jonathan Eldredge, PhD, professor da Biblioteca e Centro de Informática de Ciências da Saúde da UNM. “Aprender sobre esses muitos tipos de deficiências precisa ser incorporado à educação de nossos futuros profissionais de saúde.”

Eldredge disse que estava motivado a participar dos esforços de planejamento do evento deste ano, em primeiro lugar porque um colega com deficiência física foi ferido recentemente no campus e, em segundo lugar, porque passou vários anos cuidando de sua mãe, que usava cadeira de rodas.

“Minha mãe era uma mulher independente e atlética que permaneceu fisicamente ativa até a meia-idade. Dentro de alguns meses, no entanto, ela foi confinada a uma cadeira de rodas, onde permaneceu pelos próximos sete anos de sua vida”, disse ele. “Passei a admirar sua coragem diante de sua deficiência.” A estudante de medicina do primeiro ano Audrey Eakman, que é surda, disse que é importante celebrar o Mês de Conscientização da Deficiência e reconhecer as realizações e contribuições das pessoas com deficiência, bem como trazer atenção para as questões de acessibilidade e inclusão que muitas vezes enfrentam.

“Celebrar o Mês da Conscientização da Deficiência permite que a perspectiva e as vozes dos deficientes – ou mãos – sejam erguidas e lembra a comunidade médica que somos mais do que uma série de sintomas e síndromes, mas pessoas com paixões e meios de subsistência que merecem tanto respeito e têm o mesmo santidade da vida como nossos companheiros fisicamente aptos”, disse Eakman, que conduzirá uma sessão chamada “Perspectivas de Alunos, Professores, Funcionários com Deficiências” junto com Zainub Dhanani, estudante de medicina da Stanford School of Medicine.

Eakman acrescentou que a maioria das pessoas, em algum momento de sua vida, será deficiente – seja temporariamente, como ter uma perna quebrada e ficar de muletas por alguns meses, ou permanentemente, como ser cego, surdo ou ter problemas de mobilidade.

“Apesar disso, a comunidade com deficiência enfrenta uma quantidade incrível de dificuldades”, disse Eakman.

O DEI programou várias apresentações virtuais para o mês, todas abertas ao público.

“Construindo uma Cultura de Inclusão: Criando Advogados no Campus para Estudantes com Deficiência nas Ciências da Saúde” contará com a palestrante Grace C. Clifford, MAEd, diretora de serviços para deficientes na David Geffen School of Medicine da UCLA. Os participantes virtuais aprenderão a entender mitos e estigmas comuns e analisarão as barreiras programáticas relacionadas à inclusão de pessoas com deficiência.

“Estou incrivelmente honrado com a oportunidade de participar do Mês do Patrimônio da Deficiência das Ciências da Saúde e da Saúde da UNM”, disse Clifford. “Como um indivíduo com várias deficiências, muitas das quais foram diagnosticadas tardiamente, entendo a importância da conscientização e defesa em todos os níveis. Agradeço o empenho da instituição em valorizar a deficiência como diversidade e espero participar deste evento incrível.”

A última sessão virtual, “Atualização sobre Serviços de Deficiência através do Centro de Recursos de Acessibilidade da UNM (ARC)”, será liderada por Kelly Cano Martinez e Amanda Butrum, especialista e diretora de acomodações da ARC, respectivamente.

“É importante conscientizar que médicos com deficiência e outros profissionais médicos com deficiência apoiam nossas comunidades”, disse Martinez. “Mudar a visão sobre a deficiência de um modelo médico para um modelo de justiça social capacitará mais alunos com deficiência a frequentar a faculdade de medicina e, finalmente, criar um ambiente mais inclusivo”.

Martinez acrescentou: “Se você é um estudante da UNM curioso sobre acomodações, não hesite em me enviar um e-mail para kcanomartinez@unm.edu, e posso ajudá-lo no processo e responder a quaisquer perguntas que você possa ter.” Para se inscrever e obter mais informações, visite a página do Mês de Conscientização sobre a Deficiência do DEI.

Perspectivas sobre o Apoio às Necessidades de Saúde dos Indivíduos com Deficiência
17 de outubro de 2022 | 12h00 - 1h00 

Perspectivas dos alunos, professores e funcionários com deficiência
24 de outubro de 2022 | 12h00 - 1h00 

Construindo uma cultura de inclusão: criando defensores do campus para estudantes com deficiência nas ciências da saúde
25 de outubro de 2022 | 12h00 - 1h00 

Atualização sobre Serviços de Deficiência através do Centro de Recursos de Acessibilidade da UNM (ARC)
27 de outubro de 2022 | 12:00 - 1:00

Categorias: Engajamento da comunidade, Diversidade, Notícias que você pode usar, Melhores histórias