traduzir
$ {alt}
Por Michael Haederle

Se você suspeita de um AVC - SEJA RÁPIDO!

Neurologistas da UNM promovem o mês nacional de conscientização sobre o AVC e o novo serviço Telestroke

Em sua função como membro da equipe do Departamento de Neurologia da UNM, Tarun Girotra, MD, deseja que as pessoas observem o Mês Nacional de Conscientização sobre o AVC memorizando um acrônimo simples: SEJA RÁPIDO. Pode ser a chave para salvar vidas e prevenir deficiências.

BE FAST é um guia fácil para detectar sintomas que podem indicar que alguém está sofrendo um derrame:

· Bequilíbrio - A pessoa sofreu uma perda repentina de equilíbrio ou coordenação?

· Esim - Há visão turva repentina ou visão dupla ou problema de visão súbito e persistente?

· Face - Quando a pessoa sorri, fica caída em um ou nos dois lados do rosto?

· Arms - Quando a pessoa levanta os dois braços, um dos lados desce? Existe fraqueza ou dormência de um lado?

· Speech - A fala da pessoa é arrastada ou distorcida? Ele pode repetir frases simples?

· Time - Ligue para o 911 imediatamente se você detectar um ou mais desses sinais. O atendimento médico imediato pode melhorar drasticamente os resultados do paciente.

“O AVC é a causa número 1 de deficiência no país”, diz Girotra. Menos pacientes morrem de AVC do que no passado, mas ainda há grande necessidade de cuidados de longo prazo e reabilitação. A chave para limitar ou mesmo prevenir a deficiência está em buscar atendimento médico imediato.

O serviço de AVC da UNM, que inclui neurologistas, neurocirurgiões, especialistas em cuidados neuro-críticos e radiologistas intervencionistas, oferece tratamento de última geração 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano, diz Girotra.

Eles podem administrar tPA, uma droga que dissolve coágulos sanguíneos que se formam em acidentes vasculares isquêmicos, e realizar uma trombectomia, na qual eles recuperam mecanicamente os coágulos de vasos maiores no cérebro. Esses procedimentos salvam vidas e limitam a incapacidade de longo prazo.

Em breve, Girotra e seus colegas irão lançar um novo programa de telestroke que permitirá aos neurologistas da UNM avaliar pacientes trazidos para salas de emergência em 19 hospitais em todo o Novo México para determinar o melhor tratamento.

Usando tecnologia de link de vídeo, "Você pode simplesmente entrar e ver a pessoa em um pronto-socorro remoto, ver que tipo de sintomas ela tem e conversar com ela e sua família para discutir os prós e os contras do tratamento ", diz ele.

Se parecer que o paciente se beneficiaria com o tratamento com tPA, geralmente eles podem permanecer no hospital local. Mas, com a ajuda de tomografias computadorizadas do cérebro, os neurologistas também podem determinar se eles se beneficiariam com uma trombectomia. “Se pudermos identificá-los, podemos transportá-los para cá”, diz Girotra.

Manter os casos de menor complexidade mais perto de casa ajuda a aumentar as receitas de hospitais locais com dificuldades financeiras e poupa os pacientes e suas famílias de terem que viajar longas distâncias até Albuquerque para atendimento, ele destaca. No futuro, diz Girotra, a tecnologia pode até permitir que os neurologistas da UNM acompanhem os pacientes de longa distância enquanto se recuperam dos sintomas do derrame.

E porque o serviço de consultoria telestroke traz neurologistas treinados por uma bolsa de estudos em situações em que os médicos do pronto-socorro podem hesitar em agir, a qualidade do tratamento do derrame em todo o estado tende a melhorar, diz Girotra.

“Há um benefício definitivo em ter serviço de telestroke para esses pequenos hospitais”, diz ele. "Isso nos dá uma vantagem para ajudar o Novo México, que ficou para trás na melhoria da mortalidade por AVC em comparação com o resto do país."

Categorias: Envolvimento da comunidade, educação, saúde, Notícias que você pode usar, Faculdade de Medicina, Melhores histórias