traduzir

Biografia

Dra. Nora Perrone-Bizzozero é Professor de Neurociências na Escola de Medicina da Universidade do Novo México, com uma nomeação secundária no departamento de Psiquiatria e Ciências do Comportamento. A Dra. Perrone-Bizzozero foi inicialmente treinada em Bioquímica e Genética Clínica e Básica na Escola de Farmácia e Bioquímica da Universidade de Buenos Aires, Argentina, onde recebeu um Doutorado em Bioquímica. Mais tarde, ela recebeu seu treinamento de pós-doutorado em Neurociência e Psiquiatria no McLean Hospital Harvard Medical School, antes de ingressar na UNM em 1990.

Ela é bem conhecida por seu trabalho sobre os mecanismos moleculares que controlam a expressão de genes durante o desenvolvimento normal do cérebro e em distúrbios do neurodesenvolvimento, como esquizofrenia e exposição fetal ao álcool, bem como dependência de drogas. A Dra. Perrone-Bizzozero recebeu financiamento federal contínuo como investigador principal (PI) nos últimos 30 anos e serviu como revisor de subsídios nas seções de estudo do National Institutes of Health (NIH) nos últimos 20 anos. Nos últimos 10 anos, ela tem colaborado com pesquisadores da Mind Research Network (MRN), estudando os efeitos da variação do gene na estrutura e função do cérebro em pacientes com esquizofrenia; e vem caracterizando os mecanismos moleculares subjacentes aos transtornos por uso de substâncias. Ela recebeu várias homenagens, incluindo ser eleita como membro da Associação Americana para o Avanço da Ciência (AAAS) em 2011. Ela publicou mais de 125 artigos, capítulos de livros e resenhas e deu palestras sobre seus estudos moleculares básicos do desenvolvimento do cérebro e os aspectos neurobiológicos e genéticos da esquizofrenia, distúrbios do espectro do álcool fetal e busca de cocaína em reuniões nacionais e internacionais. Ela atualmente tem duas bolsas como investigadora principal PI, uma para estudar o papel das proteínas de ligação ao RNA no desenvolvimento neuronal e outra sobre o papel dos circRNAs no vício em cocaína. Ela também é membro do comitê consultivo e de desenvolvimento do corpo docente da bolsa do centro MRN / UNM COBRE Fase III sobre esquizofrenia e outros transtornos psiquiátricos e colaboradora em uma bolsa para estudar neuroimagem e genética da esquizofrenia.

Áreas de especialidade

Regulação pós-transcricional de transcrições de codificação neuronal e não codificantes
Proteínas de ligação a RNA
O vício em cocaína
Genética e epigenética da esquizofrenia

Educação

Pós-doutorado, Neuroscience / Psychiatry (1987):
Hospital McLean, Harvard Medical School
Belmont, MA

Phd, Biochemistry (1984):
Universidade de Buenos Aires
Buenos Aires, Argentina 

MS, Clinical Biochemistry (1981:
Universidade de Buenos Aires
Buenos Aires, Argentina 

Conquistas e prêmios

  • Prêmio Excelência em Ciências Básicas, UNM Health Sciences Center - 2013
  • AAAS Fellow (Biologia), Associação Americana para o Avanço da Ciência - 2011
  • Prêmio Earl A. Walker de Pesquisa Extraordinária em Neurociência, Universidade do Novo México -2005
  • Prêmio NARSAD Independent Investigator - 1999
  • Prêmio Reitor de Distinção, Escola de Medicina da Universidade do Novo México - 1997
  • Prêmio Regent's Lectureship, University of New Mexico - 1993
  • Prêmio Apple para o Professor, Escola de Medicina da Universidade do Novo México - 1992
  • Prêmio do Programa de Pesquisa da Esquizofrenia do Rito Escocês - 1987

Publicações Chave

  • Bastle RM, Oliver RJ, Gardiner AS, Pentkowski NS, Bolognani F, Allan AM, Chaudhury T, St Peter M, Galles N, Smith C, Neisewander JL, Perrone-Bizzozero NI. * Identificação in silico e validação in vivo do miR-495 como um novo regulador da motivação para a cocaína que visa múltiplas redes relacionadas ao vício no núcleo accumbens. Psiquiatria Mol. 2018 Feb;23(2):434-443 https://doi.org/10.1038/mp.2016.238
  • Wright C., Gupta, NC, Chen, J., Patel, V., Calhoun, VD, Ehrlich, S., Wang, L., Bustillo, JR, Perrone-Bizzozero, NI. * e Turner, JA Ph.D. Polimorfismos em genes regulados por MIR137HG e microRNA-137 influenciam a estrutura da massa cinzenta na esquizofrenia. Transl. Psiquiatria 6, 2016 e724; https://doi.org/10.1038/tp.2015.211
  • Gardiner, AS, Gutierrez, H., Luo, L. Davies S., Savage, DD e Bakhireva, LN e Perrone- Perrone-Bizzozero, NI*. O uso de álcool durante a gravidez está associado a alterações específicas nos níveis de microRNA no soro materno. Álcool Clin Exp Res, 2016, Vol 40 (4): 826-837 https://doi.org/10.1111/acer.13026
  • Tanner DC, Qiu S, Bolognani F, Partridge LD, Weeber EJ, Perrone-Bizzozero NI * (2008) Alterações na fisiologia da fibra musgosa e expressão e função de GAP-43 em camundongos transgênicos com superexpressão de HuD. Hipocampo. 2008; 18 (8): 814 – 823. https://doi.org/10.1002/hipo.20442
  • Beckel-Mitchener AC, Miera, A., Keller, R. e Perrone-Bizzozero, NI* Estabilização dependente da cauda poli (A) do mRNA de GAP-43 por HuD J Biol Chem. 2002 de agosto de 2; 277 (31): 27996-8002. https://doi.org/10.1074/jbc.M20198220
  • Perrone-Bizzozero, NI *, Sower, AC, Bird, ED, Benowitz, LI Ivins, K. e Neve, RL Os níveis da proteína associada ao crescimento GAP-43 são seletivamente aumentados nos córtices de associação na esquizofrenia. Proc. Natl. Acad. Sci. (EUA) 1996, 93: 14182-14187 https://doi.org/10.1073/pnas.93.24.14182

    * Denota o autor correspondente

Género

Ela, ela e ella

Idiomas

  • Fluente em inglês e espanhol, bons conhecimentos de francês e italiano

Pesquisa

O programa de pesquisa do Dr. Perrone-Bizzozero enfoca os mecanismos pós-transcricionais que controlam a expressão gênica durante o desenvolvimento normal do cérebro, bem como em distúrbios neuropsiquiátricos. Seu laboratório foi um dos primeiros a demonstrar a importância dos mecanismos de estabilidade do mRNA em neurônios e, nos últimos 20 anos, ela tem caracterizado a função das proteínas de ligação ao RNA (RBPs) no controle da diferenciação neuronal, regeneração e plasticidade sináptica. Estes estudos demonstraram que a proteína 4 semelhante a ELAV de mamíferos, também conhecida como HuD, promove a diferenciação neuronal ao estabilizar GAP-43 e outros mRNAs neuronais. Esses estudos usaram in vitro e in vivo sistemas para demonstrar o papel de HuD na estabilidade do mRNA nos cérebros de camundongos superexpressores HuD gerados em seu laboratório e em camundongos HuD KO. Além disso, seu laboratório usa uma combinação de RNA-IP (RIP) -chip, RIP-seq, cross-linking IP (CLIP) e in vitro Ensaios de ligação e decaimento de mRNA para a identificação em todo o genoma de alvos de HuD e regulação funcional. Um foco recente de seu laboratório envolve as interações competitivas de HuD com microRNAs, como miR-495, e outros RBPs, como KSRP, juntamente com suas interações com RNAs circulares (circRNAs) vs. mRNAs no controle da expressão gênica neuronal função e comportamento de busca de cocaína. Além desses estudos básicos, ela também examinou os mecanismos genéticos e epigenéticos, incluindo microRNAs, contribuindo para a estrutura e função cerebral anormal na esquizofrenia, transtornos bipolares e depressivos maiores e síndrome do álcool fetal.