Biografia

Jim Liu recebeu seu B.Sc. da Universidade de Pequim, China, em 1982, e Ph.D. Graduou-se pela Universidade de Leeds, Inglaterra, em 1988. Atualmente é Professor Distinto de Ciências Farmacêuticas e Neurologia no Centro de Ciências da Saúde da Universidade do Novo México, onde atua como Reitor Associado de Pesquisa na Faculdade de Farmácia. Sua pesquisa investiga a toxicidade de metais e carcinogênese, bem como mecanismos e neuroproteção de lesão cerebral devido a acidente vascular cerebral, com foco central no papel das espécies reativas de oxigênio e estresse oxidativo no desenvolvimento de doenças. Seu programa de pesquisa tem sido continuamente financiado por doações dos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA (NIH) nos últimos 20 anos.

Declaração pessoal

Os metais são fascinantes. Nosso corpo requer metais essenciais, como o zinco, para desempenhar funções fisiológicas normais, mas sob condições fisiopatológicas, muito zinco pode ser liberado, levando a lesões nos tecidos. Da mesma forma, metais tóxicos, como o arsênico, quando inseridos em nosso corpo, podem interferir na função normal das proteínas que contêm zinco, novamente, levando ao desenvolvimento de doenças. Compreender a ação e interação dos metais é fundamental para desenvolver intervenções eficazes contra diversas doenças.

Áreas de especialidade

Toxicidade de metais e carcinogênese
Lesão cerebral e neuroproteção no acidente vascular cerebral

Educação

Doutorado, Universidade de Leeds, 1988
Licenciatura, Universidade de Pequim, 1982

Conquistas e prêmios

Prêmio Investigador estabelecido, American Heart Association. 2000

Dean William M. Hadley College of Pharmacy Distinguished Faculty Scholar Award, University of New Mexico. 2008

A. Prêmio Earl Walker de Excelência em Pesquisa em Neurociência, Universidade do Novo México. 2013

Prêmio Excelência em Pesquisa (Ciência Básica), Centro de Ciências da Saúde, Universidade do Novo México. 2016

Publicações Chave

Jornal artigo
Zhou, Xixi, Sun, X, Cooper, Karen, L Wang, F, Liu, Ke, J Hudson, Laurie, G 2011 Arsenito interage seletivamente com proteínas de dedo de zinco contendo motivos C3H1 ou C4. O Jornal de química biológica, vol. 286, Edição 26, 22855-63
Jornal artigo
Pan, Rong, Yu, K, Weatherwax, T, Zheng, H, Liu, W, Liu, Ke, J 2017 Nível de ocludina no sangue como um potencial biomarcador para danos iniciais da barreira hematoencefálica após acidente vascular cerebral isquêmico. Relatórios científicos, vol. 7
Jornal artigo
Ding, W, Liu, W, Cooper, Karen, L Qin, X, J de Souza Bergo, P, L Hudson, Laurie, G Liu, Ke, J 2009 A inibição da poli(ADP-ribose) polimerase-1 por arsenito interfere com reparo de danos oxidativos no DNA. O Jornal de química biológica, vol. 284, Edição 11, 6809-17
Jornal artigo
Zhou, Xixi, Cooper, Karen, L Sun, X, Liu, Ke, J Hudson, Laurie, G 2015 Sensibilização seletiva da oxidação da proteína do dedo de zinco por espécies reativas de oxigênio através da ligação de arsênico. O Jornal de química biológica, vol. 290, Edição 30, 18361-9
Jornal artigo
Zhao, Y, Yan, F, Yin, J, Pan, Rong, Shi, W, Qi, Z, Fang, Y, Huang, Y, Li, S, Luo, Y, Ji, X, Liu, Ke, J 2018 Interação sinérgica entre espécies de zinco e oxigênio reativo amplifica lesão cerebral isquêmica em ratos. AVC, v. 49, Edição 9, 2200-2210

Pesquisa e bolsa de estudos

A pesquisa de Liu se concentra amplamente em duas áreas diferentes: toxicidade de metais e neurociência/lesão cerebral. Na área de pesquisa de metais, ele investiga o mecanismo molecular da toxicologia e carcinogênese induzida por arsenito ambiental e cromo, com atenção especial para os papéis dos radicais livres, modificação oxidativa e nitrosativa de proteínas de reparo de DNA de dedo de zinco e suplemento de zinco como estratégia de quimioprevenção para reduzir a toxicidade do arsênico e a carcinogênese. Na área de neurociência, seu laboratório está estudando o mecanismo de lesão neurovascular e neuronal por acidente vascular cerebral e está desenvolvendo ativamente estratégias de intervenção para diminuir essas lesões em modelos animais e pacientes clínicos de acidente vascular cerebral.